segunda-feira, maio 26, 2008

Para além das horas



Quando estávamos à beira de nossas vidas , nos dissemos verdades que nunca serão esquecidas.
Seguramos um do outro, as mãos. Sustentamos um do outro, os sonhos.
Não censuramos vontades. Não desprezamos interrogações.
De olhos vendados, saltamos o salto, beijamos o beijo, quisemos o querer, choramos a lágrima, unimos o destino.
Refletida no lago estava a imagem do mar. O mar que nos queria banhar, purificar, renovar.
Ao pousar a mão em seu peito, as batidas vieram a mim como o recuo da onda que alcançará a praia.
Uma semente temporã brotou antes da primavera para dizer que a flor menina se faria fruto.
O mel do seu sabor adoçaria meus lábios e ares.
A dança se faria som, céu, sim.
Dois corpos chicoteando palavras e silêncios.
Aportamos no cais ao final de uma tarde colorida. O céu, em brasa por nossas vidas.
À chegada do novo dia, navegamos, fluindo entre mergulhos e lânguidas braçadas que nos afastavam da costa.
Nascemos.
Na busca pelo caminho que haveríamos de trilhar, socorremos dores e gestos quebrados com o tempo.
Pousou a ave aprendiz. Abraçou com as asas, o encontro.
Nos verdes campos fez ninhos de coragem.
Parceira da brisa que lhe doou movimento ao vôo.
Viajando por novas cidades, escolhemos a morada onde nossa comunhão arquitetou seu habitar.
Passam as cidades. Passam os países. Passam povos indecifrados.
Ressoam alto os novos idiomas que aprenderemos.
Ensinamos outras canções para que as celebrações façam aplausos como se fosse filhos.
Encantamos nossas retinas, cansadas do mundo repreendedor.
Um para o outro, encandescemos em desafio acalentador.
Poeticamente, como o desejo de cruzar a ponte sobre os girassóis que ascendem o caminho.
___

7 comentários:

Vanderlei Martinelli disse...

Onde não encontro palavras... Tenho todos os sentimentos.

Lindo, linda!

Lu disse...

Fiquei imaginando um roteiro de filme assim, só de coisas boas!
Bjs!!

robson disse...

ou o que é isso??? cacetada isso é lindo de mais, você se supera cada vez q a leio, parabéns bia. beijão")

loba disse...

Belissimas imagens vc construiu neste texto, moça! de dar inveja mesmo!
Um grande beijo

adelaide amorim disse...

Oi, Bia. Lindo texto, e as imagens continuam ótimas. Tem um texto seu lá no Umbigo do Sonho, se importa?
Beijo grande.

Edson Marques disse...

Bia,


à beira da vida,
o abismo convida.

Profundamente.



Abraços, flores, estrelas e saltos..

fernanda disse...

Morrrrrrrrrrrrrrrr que orgulho de vc!!!!!!!!!!! Nem imagina o quanto é sabia nas palavras e nas atitudes...vc escreve com a alma e dai pra gente aqui do lado de fora é simples e fácil viajar nas suas doces palvras..... bju Te Amo!!!